Pular para conteúdo
EMERJ

Escola da Magistratura do Estado do Rio de Janeiro

ícone da bandeira que traduz para o idioma Espanhol ícone da bandeira que traduz para o idioma Francês ícone da bandeira que traduz para o idioma Inglês ícone da bandeira que traduz para o idioma Português
Facebook da EMERJ Instagram da EMERJ X Twitter da EMERJ Youtube da EMERJ Flickr da EMERJ TikTok da EMERJ Spotify da EMERJ logo Threads  LinkedIn da EMERJ
Imagem da Fachada da EMERJ

Magistrados

Eventos

Cursos Abertos

Publicações

Portal do Aluno

Concursos EMERJ

EMERJ Virtual

Núcleos de Pesquisa

Fale Conosco

ES | FR | EN | BR
 
Fale Conosco
Facebook da EMERJ Instagram da EMERJ X Twitter da EMERJ YouTube da EMERJ Flickr da EMERJ TikTok da EMERJ Spotify da EMERJ logo Threads  LinkedIn da EMERJ

Comissão de Juristas do Senado para atualização do Código Civil aprova texto sobre Direito das Coisas

A Comissão de Juristas do Senado destinada a propor anteprojeto de lei de atualização e reforma do Código Civil (CJCODCIVIL) aprovou nesta terça-feira (02) o texto do livro sobre Direito das Coisas, subcomissão presidida e com relatoria do diretor-geral da Escola da Magistratura do Estado do Rio de Janeiro (EMERJ), desembargador Marco Aurélio Bezerra de Melo.

A reunião desta terça-feira faz parte de um esforço concentrado pela CJCODCIVIL para discutir e votar, durante toda a semana, o relatório final do colegiado.

Vários assuntos foram votados e aprovados, tais como: posse sobre bens imateriais (no que couber); titularidades sobre bens imateriais; posse injusta por abuso de confiança; autodefesa da posse pelo detentor; usucapião agrária ou rural limitada a uma só vez; aperfeiçoamento da usucapião familiar; possibilidade do “pacto marciano” para grandes empreendimentos, em contratos paritários; possibilidade de posse e usucapião da laje; prestígio à autonomia e função social da posse; atualização e modificação de várias regras no condomínio edilício; maior funcionalização dos direitos de vizinhança; proteção do meio ambiente; dentre outros temas. Também houve consenso entre os membros a respeito do penhor, “destravando” essa garantia e facilitando a concessão de crédito para o agronegócio.

A Comissão foi oficializada pelo presidente do Senado, senador Rodrigo Pacheco, no dia 24 de agosto de 2023, com o objetivo de atualizar e reformar o Código Civil (Lei nº. 10.406/2002). A Comissão, integrada pelo diretor-geral da EMERJ é formada por 33 membros e liderada pelo ministro do Superior Tribunal de Justiça (STJ) Luis Felipe Salomão, Corregedor Nacional de Justiça. O vice-presidente é o ministro do STJ Marco Aurélio Belize. A relatoria geral ficou a cargo dos professores Flávio Tartuce e Rosa Nery.

Na ocasião da criação da CJCODCIVIL, o presidente do Senado destacou: “A atualização de diversos pontos do Código Civil é uma necessidade, mormente em razão da evolução da sociedade brasileira, das relações sociais, das relações jurídicas, que impõem ao mesmo tempo e ao mesmo passo, a atualização da legislação. Nós ficamos sempre com o desafio de fazer conciliar a necessidade da atualização e modernização de um Estatuto, uma Lei ou um Código, com a necessidade de preservação da segurança jurídica, que se impõe ao Brasil. A segurança jurídica não se faz só por decisões judiciais estáveis, mas por legislações estáveis. Entretanto, dentre tantas coisas que aconteceram nos últimos anos, em especial e notadamente da evolução das relações a partir do ambiente digital, evidentemente que há uma série de coisas que precisam ser revistas. Buscamos fazer a composição dessa Comissão a mais representativa possível”.

O ministro Luis Felipe Salomão também frisou: “Há 40 anos o Senado dava início aos trabalhos de elaboração de um Código Civil. Na última década, a evolução da sociedade foi tamanha, em diversos campos, que o Código Civil carece de uma atualização, acentuadamente diante da revolução que a sociedade mundial vive. Nos sentimos com uma tarefa de muita responsabilidade. Todos os integrantes desta Comissão estão honrados e agradecidos com essa missão que o Senado nos deposita. O Senado escolheu o que há de melhor dos juristas na área do Direito Civil, a nata da área no Brasil”.

Confira a lista completa da Comissão de Juristas destinada a propor anteprojeto de lei de atualização e reforma do Código Civil (Lei nº. 10.406/2002):

Ministro Luis Felipe Salomão, presidente; ministro Marco Aurélio Belize, vice-presidente; professor Flavio Tartuce, relator; desembargadora Rosa Maria de Andrade Nery, relatora; ministro Marco Buzzi; ministra Maria Isabel Diniz Gallotti Rodrigues; ministro Cesar Asfor Rocha; ministro João Otávio de Noronha; desembargador Marco Aurélio Bezerra de Melo; desembargador Marcelo de Oliveira Milagres; desembargadora Maria Berenice Dias; desembargador Moacyr Lobato; juiz Pablo Stolze Gagliano; duíza Patricia Garrido; juiz Rogério Marrone Castro Sampaio; juiz Daniel Carnio; procurador de Justiça Nelson Rosenvald; consultor legislativo do Senado Carlos Eduardo Elias de Oliveira; advogado Carlos Antonio Vieira Fernandes Filho; professora Angélica Lúcia Carlini; professora Claudia Lima Marques; professor Edvaldo Brito; professor Flavio Galdino; professora Giselda Maria Fernandes Novaes Hironaka; professor Gustavo José Mendes Tepedino; professor José Fernando Simão; professora Judith Martins-Costa; professora Laura Porto; professor Marcus Vinicius Furtado Coêlho; professor Mario Luiz Delgado Regis; professora Paula Andrea Forgioni; professor Rodrigo de Bittencourt Mudrovitsch; professor Ricardo Campos; e professor Rolf Madaleno.

Assista

Para assistir na íntegra a reunião de aprovação do livro sobre Direito das Coisas, acesse: https://www.youtube.com/watch?v=BaR10f3XmP4

 

Fotos: Roque de Sá / Agência Brasil

02 de abril de 2024

Departamento de Comunicação Institucional (DECOM)